Rapel

Pedra da tartaruga

rapel

Pedra da tartaruga

A Pedra da Tartaruga é um refúgio rochoso com 98 metros de altitude, localizado em Barra de Guaratiba, na zona Oeste do Rio de Janeiro. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a pedra não faz parte do Parque Estadual da Pedra Branca e sim do Parque Natural Municipal de Grumari.

Para chegar até a Pedra da Tartaruga, você deverá se deslocar até a praia de Barra da Guaratiba. É possível chegar até lá usando transporte público, mas para quem vai de carro a orla possui algumas vagas de estacionamento rotativo e também alguns estacionamentos, com diária variando entre R$20,00 e R$30,00, dependendo da época do ano.

Para chegar ao começo da trilha você deverá seguir a rua da praia até o final, seguindo as placas e pinturas nas paredes que indicam às praias do Perigoso, Meio e Inferno. Você subirá uma escadaria por entre as casas e no final dela vai pegar à esquerda. A entrada da trilha estará poucos metros adiante, à direita.

O percurso tem cerca de 1.800 metros de extensão, com grau de dificuldade moderado em aproximadamente 50 minutos.

Durante o trajeto, que em grande parte acompanha a face da montanha mais próxima ao mar, é possível observar a vegetação nativa e diversas espécies de animais silvestres. E em alguns pontos da caminhada já é possível avistar a pedra.

A região é conhecida por ter várias atrações como as praias mencionadas e também a Pedra do Telégrafo. Isso quer dizer que existem muitas trilhas diferentes e você deve estar atento às sinalizações para não se perder. Por isso, recomendamos que o percurso seja feito com o acompanhamento de guias especializados.

O trecho final do acesso à Pedra da Tartaruga é uma subida íngreme e sem vegetação para te proteger do Sol, então você vai exigir um pouco mais do seu condicionamento físico e do protetor solar.

Graças às belíssimas fotos que têm circulado pela internet, o rapel na Pedra da Tartaruga já é um dos mais famosos do Rio de Janeiro.

São aproximadamente 45 metros de altura que proporcionam uma vista panorâmica e privilegiada do conjunto de praias conhecido como Praias Selvagens que inclui as praias do Perigoso, Meio, Funda, Inferno, Conchas, Abricó e Grumari. Além de todo o litoral da zona Oeste do Rio, sendo possível avistar a pedra do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes. Com o tempo aberto é possível ver também a famosa Pedra da Gávea, no Parque Nacional da Tijuca.

A maior parte da descida é negativa, ideal para acrobacias e poses aéreas, mas sua saída com longo trecho positivo tornam o rapel na Pedra da Tartaruga um ótimo local para iniciantes da prática.

Para retornar ao ponto inicial após a descida, você deverá percorrer uma pequena trilha e um pequeno trecho de escalaminhada que finalizam a aventura com chave de ouro.

Quer conhecer a Pedra da Tartaruga e fazer um dos maiores rapéis de via negativa do Rio? Entre em contato com a Rio Radical para conhecer a agenda de eventos ou para solicitar agendamento particular, individual e coletivo.

Roteiro:

Subida guiada pela via P4, pausa para fotos na Garganta do Céu, finalizando no Platô com pausa para fotos, descanso e alimentação.
Descida pela carrasqueira com técnica similar ao rapel, pausa para fotos no Paredão, finalizando na portaria do Parque.

 

Ponto de encontro: Bar do Oswaldo – Estrada do Joá, N°3896, Joá – RJ.

Horário: 07:30 AM

FICHA TÉCNICA:

PEDRA DA TARTARUGA

Localização: Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro

Altura do rapel: aproximadamente 45m

Tempo médio de trilha: 50 minutos

Nível de dificuldade da trilha: moderado

Tempo médio de trilha na volta do rapel: 5 minutos

Tipo de Rapel: Positivo e negativo

Indicação etária: a partir de 12 anos

RECOMENDAÇÕES:

Mínimo 2 litros de água por pessoa;

Lanches leves e calóricos;

Protetor solar;

Repelente contra Insetos;

Roupa confortável própria para prática esportiva;

Chapéu ou boné;

Tênis aderente ou bota já usados.